Democracia na modernidade e a aristocracia política

Democracia na modernidade e a aristocracia política

Democracia na modernidade e a aristocracia política

Depois que Chesterton fez a análise perfeita sobre o que é a aristocracia política, ficou mais fácil delimitar o que vem a ser a democracia nos tempos modernos.

Com o advento da hiperconexão digital, a população, em geral, teve acesso ao compartilhamento de seus anseios comuns e, malgrado o fanatismo político de alguns cidadãos, eles se organizaram fora de agremiações políticas, foram às ruas e representam, hoje, a verdadeira democracia. É o que podemos chamar de democracia qualitativa. Pois, são bastante numerosos e encarnam grande parte dos valores de uma nação (aqueles mesmos valores hauridos do bom paganismo e da tradição judaico-cristã, os quais fundaram a civilização ocidental).

Não foi à toa a rebelião dos não vacinados contra o passaporte sanitário durante a pandemia de coronavírus. A ânsia pela preservação da liberdade, princípio básico da democracia, foi mais forte do que o medo de contrair a doença.

Contudo, a aristocracia política (Tribunais, partidos políticos, a grande mídia, etc), que também usam os meios tecnológicos, mas de forma privilegiada e tem a força institucional, hipertrofiam o próprio poder, confrontando os anseios democráticos da população e passam a tentar manipulá-la de todas as formas.

Se não conseguem, partem para a “cultura do cancelamento”, para a perseguição e punição daqueles que se rebelam contra o sistema determinado por eles.

A aristocracia política, portanto, continua a perverter a democracia na modernidade, determinando os assuntos que podem ser discutidos e pavimentando o caminho das lideranças que ela permite chegar ao poder; o povo, aquela torrente de homens comuns, com seus valores eternos no coração, são a verdadeira democracia, no entanto são impedidos, na grande maioria das vezes, de desfrutar dos próprios valores ou de eleger as lideranças almejadas por eles.

Leia também:

Chesterton e o perigo da aristocracia política para a democracia

Publicado no blog Guedes & Braga

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

About Post Author

Luís Fernando Pires Braga

Advogado.

Recent Comments

  • Odilon Rocha

    Claro e curto, fortes feliz na tua colocação. Direto aí ponto.
    Democracia? Isso a gente vê depois!
    Parabéns

  • ODILON ROCHA

    Errata

    Claro e curto, fostes feliz na tua colocação. Direto ao ponto.
    Democracia? Isso a gente vê depois!
    Parabéns

Leave Comments

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos sites, você concorda com tal monitoramento. Criado por WP RGPD Pro