Pornografia e Pandemia. Reflexões a partir do livro “Cartas de um diabo a seu aprendiz” de C.S. Lewis. As lições de Fitafuso a Vermebile.

Pornografia e Pandemia. Reflexões a partir do livro “Cartas de um diabo a seu aprendiz” de C.S. Lewis. As lições de Fitafuso a Vermebile.

Pornografia e Pandemia. Reflexões a partir do livro “Cartas de um diabo a seu aprendiz” de C.S. Lewis. As lições de Fitafuso a Vermebile.

“A manha maior do demônio é fazer constar a sua inexistência”(Baudelaire)

“As terríveis catástrofes jamais deixarão de seguir a corrupção dos costumes. Deus talvez tenha organizado as estruturas física e moral do Universo de maneira que uma grande alteração nesta última leva a indispensáveis mudanças na outra.”(Chateaubriand)

É curioso notar como a decadência cultural acompanha a decadência moral.

Nesses tempos de pandemia, foi amplamente noticiado o aumento da procura por pornografia.

Alguns sites especializados e TVs por assinatura disponibilizaram gratuitamente esse serviço para não assinantes.

A mente do ser humano tomada pelo medo, notadamente pelo temor do contágio de uma doença e da morte, geralmente, direciona-se para a Oração, para o enfrentamento e para a distração.

Quando o indivíduo, para fugir do medo, do tédio ou desespero, escolhe somente a absolutização do caminho da distração ou divertimento, pode se perder e se a causa da perdição for a obsessiva distração sexual, perder-se-á por luxúria.

Esse caminho de perdição é, com certeza, mais suave e nisso reside sua maior força e tentação.

No livro “Cartas de um diabo a seu aprendiz”, lemos os conselhos de um um demônio mais experiente a um aprendiz para influenciar de forma nefasta o ser humano.

Aconselha, então, Fitafuso, o demônio experiente, a seu sobrinho Vermebile*, o aprendiz:

“A estrada mais segura para o Inferno é a gradativa — é a ladeira suave, o solo macio, sem curvas acentuadas, sem marcos e sem postes indicadores.” (Carta XII)

A ladeira infernal da degradação cultural e moral não respeita nada. Uma pessoa influenciada para consumir e consumindo pornografia na Quaresma e numa quarentena, ainda que o diabo exista ou não, é algo diabólico…

Assim, para agir melhor, diz Fitafuso:

“Nossa política para o momento é nos mantermos ocultos.”(Carta VII)

Por isso mesmo, fazendo constar suas inexistências, Fitafuso fala a Vermebile:

“Todos os extremos, exceto a devoção extrema ao Inimigo**, devem ser encorajados.

A Energia Vital, a VENERAÇÃO DO SEXO*** e alguns aspectos da psicanálise podem ser bens úteis aqui.”(Carta VII)

P.S.: *Fitafuso e Vermebile, demônios(tio e sobrinho), são os personagens principais do livro de C.S. Lewis.

**Inimigo é como os demônios chamam Deus no mencionado livro.

***Veneração no sentido de render culto, adoração, não de respeito reverencial.

Para mais textos sobre C. S. Lewis, clique aqui.

About Post Author

Luís Fernando Pires Braga

Advogado.

Recent Comments

  • Luis Henrique

    Ótimo texto. Parabéns.

  • ODILON ROCHA

    Excelente texto.
    A indisciplina e a distração humanas sempre foram a porta de entrada para os aproveitadores endiabrados.

    • guedesebraga

      Obrigado. Abraço.

Leave Comments

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos sites, você concorda com tal monitoramento. Criado por WP RGPD Pro